Área de concentração e Linhas de Pesquisa

O Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva é um programa interdisciplinar que apresenta vários ramos de Pesquisa que buscam ampliar e aprofundar as discussões da área de saúde.

O PPGSC possui vários Grupos de Pesquisa que refletem a sua pluralidade intelectual e a diversidade dos programas de investigação.

1)ÁREA DE EPIDEMIOLOGIA

1.1) Epidemiologia das doenças transmissíveis

Estudos de prevalência, incidência e fatores de risco relacionados a doenças transmissíveis, incluindo os vetores biológicos, as características do meio ambiente e o comportamento de risco. Avaliação das intervenções para reduzir o impacto destas doenças. Aspectos metodológicos e estatísticos: métodos de coleta e qualidade de dados, vigilância epidemiológica, estimativas de sub-registro e técnicas para melhorar a representatividade de dados.

1.2) Epidemiologia das doenças e agravos não-transmissíveis (Doutorado)

Estudos sobre o comportamento das doenças e agravos não transmissíveis e dos fatores associados. Análise das principais dificuldades na medição de exposição e na determinação da relação causa-efeito. Enfase no estudo das doenças cardiovasculares e do câncer em especial na criança, no adolescente e adulto jovem.

1.3) Epidemiologia das doenças não-transmissíveis e causas externas da mortalidade

Características  epidemiológicas  das  doenças  não – transmissíveis.  Principais dificuldades na  medição  de  exposição  e  na  determinação  da  relação  causa – efeito. Principais causas externas da mortalidade e modos de intervenção.

1.4) Epidemiologia da saúde bucal

Epidemiologia  das  principais  morbidades  bucais  (cárie  dentária,  doenças  periodontais,  câncer;  anomalias  buco -dento-faciais,  trauma  buco-dento-facial): quadro internacional, nacional e fatores associados; Métodos e técnicas em epidemiologia da saúde bucal; Impacto da saúde bucal na qualidade de vida; Abordagem de risco: populacional, grupos de risco, risco individual; Epidemiologia e serviços de saúde bucal; Desigualdades em saúde bucal.

1.5) Desigualdades Sociais em Saúde

Agrega estudos teóricos conceituais/históricos, qualitativos, e de desenvolvimento metodológico acerca das desigualdades relativas aos eventos de saúde (doença, acidente, injúria e sofrimento) das diversas populações, grupos sociais e indivíduos.
1.6) Desigualdades Sociais em Saúde (Doutorado)
Estudos sobre a distribuição desigual e injusta dos processos de saúde-doença em populações humanas, com ênfase em marcadores específicos de iniquidades. Os estudos podem envolver qualquer desfecho em saúde, uso e acesso a serviços e intervenções em saúde. Agrega também estudos teóricos conceituais/históricos, qualitativos, e de desenvolvimento metodológico acerca das desigualdades relativas aos eventos de saúde (doença, acidente, injúria e sofrimento) das diversas populações, grupos sociais e indivíduos.

Docentes: Antônio Fernando Boing, Emil Jupek, Alexandra da Silva Crispim Boing, Eleonora d’Orsi, Fulvio Borges Nedel, João Luiz Dornelles Bastos, Isabela de Carlos Back Giuliano, André Junqueira Xavier.

2) SAÚDE COLETIVA

2.1)Planejamento e avaliação de serviços, programas e sistemas de saúde

Estudo dos processos de planejamento e implementação de políticas e programas de saúde; análise dos modelos de atenção e gestão de serviços de saúde; criação de estratégias de intervenção em saúde; avaliação de serviços e programas de saúde.

Docentes: Josimari Telino de Lacerda, Maria Cristina Marino Calvo, Claudia Flemming Colussi, Sonia Natal, Daniela Alba Nickel, Sérgio Torres Fernando de Freitas.

3) CIÊNCIAS HUMANAS E POLÍTICAS DA SAÚDE

3.1) Atenção Primária à Saúde

Estudos sobre a Atenção Primária à Saúde no contexto da população, políticas, gestão, processo de trabalho, formação e prática profissional, prevenção quaternária na APS. Adota metodologia quantitativa e qualitativa.

3.2) Bioética e Saúde Coletiva

Pesquisas sobre questões éticas relevantes à Saúde Coletiva, no âmbito das Políticas Públicas, da Educação e da Humanização da Saúde. Estudos de Bioética Cotidiana, de Biopolítica e de Ética em pesquisa com seres humanos.

3.3) Saúde Mental Coletiva

Análise de sistemas, políticas e programas na área de saúde mental, com ênfase em aspectos de planejamento e gestão. Fundamenta-se no exame da evolução histórica dos campos de saber que orientam os diferentes paradigmas e as práticas correntes em saúde mental, com atenção especial para a reforma psiquiátrica. Valoriza a busca de modelos terapêuticos que possam atender às demandas contemporâneas apresentadas pelos novos tipos de serviços substitutivos à lógica manicomial. Estudos sobre o fenômeno do uso de drogas e o cuidado ao usuário de drogas sob a ótica da complexidade e a representação social do uso, do usuário e do cuidado.

3.4) Sociologia e Saúde Coletiva

Estudos epistemológicos e empíricos de caráter sociológico envolvendo construção dos saberes e práticas em saúde, práticas associativas em saúde, gênero e diversidade sexual.

3.5) Violência e Saúde

Tem como objetivo reconhecer o impacto da violência sobre a saúde das pessoas em situação de violência, bem como aquelas privadas de liberdade na garantia aos direitos humanos. Investigar as relações cotidianas das populações LGBTT, seus contornos e práticas sociais relacionadas à saúde e violência. Refletir acerca da assistência a saúde prestada as pessoas em situação de violência e/ou em privação de liberdade. Estudar as representações sociais da saúde da mulher e violências. A abordagem do tema ocorre por meio de metodologias quantitativas e qualitativas.

Docentes: Charles Dalcanale Tesser,  Douglas Francisco Kovaleski, Elza Coelho Salema Berger, Fátima Buchelle, Fernando Hellmann, Márcia Grisotti, Marta Inez Machado Verdi, Mirelle Finkler, Rodrigo Otávio Moretti Pires, Sheila Rubia Lindner, Walter Ferreira de Oliveira, Fabrício Augusto Menegon.